BT Medical - шаблон joomla Скрипты
Ortodontia

ORTODONTIA LINGUAL - O melhor serviço com os melhores fabricantes

 

PARA QUE SERVE A CORRECÇÃO DE ORTOPEDIA DENTO-FACIAL E ORTODONTIA ?


Para melhorar a mastigação, através de uma melhor relação entre os dentes superiores e os inferiores



Para melhorar a estética dentária e facial





Para melhor adaptar os dentes na sua base óssea e evitar retracções das gengivas





Para uma melhor higiene dentária, ao facilitar uma escovagem eficaz sobre uns dentes correctamente alinhados.




Para evitar por vezes, distúrbios nas articulações dos maxilares pelo correcto posicionamento dos dentes



Para um sorriso lindo!

Um tratamento de Ortopedia Dento-Facial e/ou Ortodontia é um acto médico importante, longo, difícil e que vai envolver a dentição do paciente para toda a sua vida.Este tratamento deve ser por isso, executado tomando todas as precauções possíveis para obter um resultado de boa qualidade. Este documento informativo é-lhe remetido afim de lhe permitir compreender melhor os procedimentos de diagnóstico e terapêuticos que serão levados a cabo.


A PRIMEIRA CONSULTA
Esta consulta é muito importante pois vai permitir um primeiro contacto com o paciente adulto ou com a criança, a sua família e o Ortodontista.
O Ortodontista vai examinar a boca e a face do paciente de modo a tomar nota de um certo número de elementos:
.: Alterações na posição dos dentes;
.: Alterações da estética facial;
.: Vícios de sucção do polegar, dos dedos ou da língua;
.: Presença de dentes com cárie;
.: Higiene dos dentes e das gengivas;
.: Exame respiratório – vegetações e amígdalas volumosas;
.: Saúde geral do paciente.



Esta primeira consulta não permitirá ainda fazer um diagnóstico exacto, mas apenas fornecer todas as informações necessárias acerca de:

- Problemas ortodonticos presentes no paciente
- Necessidade de uma higiene dentária e gengival de boa qualidade;
- Necessidade ou não, de cuidados dentários;
- Percepção que o paciente, ou os seus pais têm do seu problema, e efectuar radiografias que servirão para estudo das bases ósseas e para despiste de alguns problemas dentários, como por exemplo dentes inclusos.



Nesta consulta poderão ainda ser feitos moldes para obtenção de modelos de estudo em gesso.




A informática vai ajudar no diagnóstico e plano de tratamento:


A exploração dos meios de diagnóstico e a apreciação clínica vai permitir:
- Chegar a um diagnóstico ortodôntico;
- Estabelecer um grau de dificuldade do caso;
- Elaborar um plano de tratamento, determinando o tipo de aparelho, o tempo aproximado do tratamento e o prognóstico. Estes dados serão transmitidos, preferencialmente por escrito, ao paciente ou aos seus pais, tratando-se de um menor.

A HIGIENE DENTÁRIA E GENGIVAL
As regras para uma correcta higiene dentária e gengival no decurso de um tratamento de Ortodontia serão explicadas em pormenor na primeira consulta de colocação do aparelho. Estas regras são fundamentais para evitar lesões de cárie permanentes nos dentes.


Quando a higiene dentária não é perfeita, o esmalte vai descalcificando e surgem cáries. As gengivas muito vermelhas, hemorrágicas e sensíveis são um aviso que a higiene não é boa.




A COLOCAÇÃO DO APARELHO

Existem vários tipos de aparelhos que serão seleccionados em função:

- Do(s) problema(s) a tratar;
- Da idade do paciente;
- Do potencial de crescimento do paciente.

Aos 7 – 10 anos
Quando o paciente está na fase de dentição mista, em que apresenta dentes definitivos juntamente com dentes de leite, é frequentemente desejável uma primeira fase de tratamento :

- Para arranjar espaço para os futuros dentes definitivos;
- Para tentar evitar a extracção de dentes definitivos mais tarde;

Exemplo de uma Dentição Mista



Quando o paciente apresenta apinhamentos dentários demasiado importantes, poderá ser colocada a hipótese de se realizarem extracções programadas de dentes de leite e definitivos, para começar a adaptar o material dentário à dimensão das bases ósseas que o suportam.

Exemplo de extracções programadas



A este propósito, aconselha-se vivamente aos pais um check-up radiográfico sistemático por volta dos 9 anos de idade:


Por vezes, pacientes muito jovens apresentam um mau posicionamento do maxilar superior em relação ao inferior, ou vice-versa, necessitando de aparelhos de Ortopedia Dento-Facial. Estes aparelhos implicam uma forte motivação tanto da criança como da sua família e são usados à noite.



Outros mais simples são usados dia e noite, sendo alguns fixos e outros removíveis.


Quando esta primeira fase de tratamento é dada como concluída, o paciente poderá eventualmente entrar numa fase de vigilância ortodôntica, sem aparelhos, em que se controla a evolução da dentição ou pelo contrário, passar imediatamente à segunda fase do tratamento.

Aos 11-13 anos

Quando o paciente apresenta todos os seus dentes definitivos, o tratamento será levado a cabo com aparelhos fixos constituídos por pequenas peças coladas uma a uma sobre a face externa dos dentes.

Estes aparelhos vão permitir:

- Alinhar os dentes;
- Corrigir os longos eixos dos dentes;
- Colocar no sítio correcto os dentes inclusos;
- Colocar as arcadas dentárias umas em face da outra.

Os aparelhos fixos, constituídos por pequenas peças coladas individualmente nos dentes: